sábado, 14 de fevereiro de 2015

JACK ANTONOFF DESCREVE PARAMORE COMO “A MELHOR BANDA DO MUNDO”, PARA A ALTERNATIVE PRESS



O multi-instrumentista das bandas fun. e Bleachers, Jack Antonoff, deu uma entrevista à revista Alternative Press, muito conhecida por escrever ótimas matérias sobre o mundo da música, e foi questionado sobre o Paramore, respondendo com muitos elogios à banda e dando destaque às performances de Hayley Williams, que apoiou o trabalho solo do músico e divulgou o mesmo em suas redes sociais, como o Twitter e Tumblr.



A matéria publicada na revista foi postada por @funparamorepanic no Instagram, e traduzida pelo site  Paramore Brasil. Confira!

A razão pela qual o Paramore é tão fabuloso?

Bom, antes de tudo, eles são uma banda verdadeira. Eu tenho a sensação de que posso sentir elementos da personalidade de todos eles nas músicas. Eles são as melhores pessoas do mundo. Existem muitas pessoas ótimas, mas poucas delas estão em bandas ótimas, e isso seria uma combinação boa. E em termos de presença de palco, Hayley Williams está no nível de Michael Jackson. Eu digo isso de verdade. Eu não sei se consigo pensar em outra banda que eu conseguiria passar o tempo todo vendo no palco, mas eu não perderia um segundo de um show do Paramore. Eles me dão sensações simultâneas, como estar em um show imenso de rock e como eu imagino que seria um show do Gorilla Biscuits. Há um elemento radical indefinível ali; eu acho que a forma como Hayley Williams performa, conduzindo-se no palco e interagindo com o público, é muito radical. Qualquer banda que consegue trazer esse tipo de energia em uma arena é a melhor banda do mundo. Eles fazem a arena parecer um clube, o que é o objetivo de todas as bandas grandes. No fim do dia, não há nenhuma banda melhor.

Além dos shows ao vivo, eles continuam evoluindo mais e mais em seus álbuns, o [auto-intitulado] Paramore não se parece nem um pouco com os que vieram antes. Não há nada mais animador que ver uma banda trabalhando e se perguntar “O que será que eles farão agora?” Eles não têm medo de fazer algo imenso com uma audiência gigante, e eles não deixam a arte sofrer. E isso é muito importante: bandas que não têm medo de crescer e que não têm medo de fazer escolhas interessantes.

Meu momento favorito do Paramore? O fun. estava em turnê com eles pela Europa, em 2010. Estávamos em Liverpool, Inglaterra, e o Nate Ruess invadiu o camarim deles ou algo assim, e a Hayley correu até ele e esfregou a tinta vermelha de cabelo dela na cabeça dele, ele ficou com o cabelo manchado pelo resto da turnê, eu sempre vou me lembrar disso.

Fonte: Paramore Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário