sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Tradução da matéria da hayley na Billboard Magazine



Confira a matéria que a hayley fez pro telefone para a Billboard Magazine:

“Eu sempre fui tipo, ‘Eu não quero que você chame Paramore de uma banda liderada por uma mulher. Eu só quero ser uma banda.’,"
"Hayley Williams completa 26 anos de idade dia 27 de dezembro, o que significa que ela tem liderado Paramore por mais de um terço da sua vida. Tempo suficiente para que em sua primeira Warped Tour, em 2005, a então adolescente tenha sido a única artista feminina. “Era muito solitário,” disse Williams através do telefone em Nashville, onde ela está visitando seus avós. “Mas eu não acho que eu entendia que seria legal – e motivador – ver outras garotas por lá.”

Quase uma década depois, mulheres dominam o pop, mas não o rock. No entanto, Williams, que vive em Los Angeles, ainda é importante – mais do que nunca. Ela é uma heroína dos tons punks que pode passar de diva electro-house, como ela fez ao emprestar sua voz para “Stay the Night” do Zedd, que se manteve 11 semanas no número 1 das paradas de Dance/Mix Show Airplay em fevereiro. Ela é também uma veterana pós-emo da qual mantém sua base com aventuras como os quatro dias de cruzeiro para fãs do Paramore à Bahamas, Parahoy!, na primavera passada, e a turnê nesse verão dividindo o palco com Fall Out Boy. E ela é uma cantora de todas as idades que consegue introduzir crianças fãs de Minecraft às músicas de guitarra, como Paramore fez esse ano com “Ain’t It Fun”, seu primeiro hit Hot 100 no top 10. “Se crianças escutando o rádio ouvem guitarras e decidem pegar uma – em cinco ou dez anos eles estarão mudando o mundo.”
ESTÁ TUDO BEM EM CHAMAR PARAMORE DE “LIDERADA POR UMA MULHER” AGORA
“Eu sempre fui tipo, ‘Eu não quero que você chame Paramore de uma banda liderada por uma mulher. Eu só quero ser uma banda.’ Mas eu faço a distinção agora, porque eu cresci sem realmente colocar muito valor às fortes mulheres que eu escutava.”
MULHERES FORTES QUE ELA ESTÁ ESCUTANDO
“Eu amo Debbie Harry e Siouxsie Sioux. Eu cresci ouvindo The Distillers, então Brody Dalle era uma heroína. Grupos de garotas são realmente importantes pra mim, mas especialmente the Shangri-Las. Na medida de artistas mais recentes: Joy Williams, Gwen Stefani e Beyoncé. Eu estou sempre as assistindo e tentando aprender com elas – elas são espertas e calculadas, mas ainda assim livres.”
COMO É TER SEU PRÓPRIO CRUZEIRO
“Eu juro que eu reconheci todo mundo da frente da plateia – tipo, eu me lembrei de um tempo que nós saíamos no Denny’s depois de um show ou na mesa do merchandising. Aquilo apenas parecia como uma família: era toda a razão pela qual você começa uma banda em primeiro lugar. Eu era muito grata, honrada e pirada. E sempre havia um open bar e gelo grátis e pizza o tempo todo. Eu amava isso.”
EM UMA ESCALA DE 1 À 10, O ANO 2014
“Esse é o nosso décimo ano como uma banda, então eu deveria dizer 10, mas eu vou dizer 11. Se ele não ir para 11, o quão bom é?”
PONTOS ALTOS DE 2014
- Liderar Paramore ao seu primeiro hit Hot 100 no top 10, com “Ain’t It Fun”, que alcançou o número 10 em maio.
- Co-liderar nesse verão a Monumentour junto com Fall Out Boy.
- Chegar ao topo das paradas de Dance/Mix Show Airplay com a participação vocal na música “Stay the Night” do Zedd.
- Ser recebida em casa após a turnê com balões e presentes do seu namorado, o guitarrista da New Found Glory, Chad Gilbert: “Romance é bacana, eu acho.”"

Nenhum comentário:

Postar um comentário