segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Em entrevista à Nylon Magazine, Hayley fala sobre composição de músicas durante turnê do Paramore

Nylon Magazine entrevistou Hayley Williams e dessa vez a conversa é sobre os preparativos para a nova turnê,  a nova era do Paramore e o sucesso do álbum auto intitulado. Leia a tradução da matéria:
Por dentro de: Hayley Williams
“Foi algo como ‘se é isso que nós amamos, então não importa o que os outro pensam a respeito’.”

Quando Hayley Williams, do Paramore, foi capa da nossa edição de Abril de 2013, tínhamos a sensação de que o quarto álbum da banda seria grande. Mas não sabíamos que ia ser tão grande: “Paramore” foi o seu primeiro álbum de estréia nas paradas da Billboard no número um, a faixa “Still Into You” alcançou o top 10 nas paradas de sucesso e a banda atingiu um novo nível de performance ao vivo – isso mesmo, eles farão um show no Madison Square Garden, como parte da sua mega turnê pelos EUA, que começa amanhã em Seattle. Tivemos de conferir como tudo têm sido durante os últimos seis meses da vocalista de cabelos de fogo. Continue lendo para ver o que ela acha de estar nas paradas ao lado de artistas como Katy Perry, sobre as novas músicas que estão sendo escritas, e sobre as compras de roupa íntima antes de sair em turnê.

Ei, Hayley, como vai?

Estou bem, me preparando para o dia – estamos escrevendo hoje!
Uau, que  rápido – você está prestes a começar a turnê para promover Paramore mas vocês já estão trabalhando em novas músicas?
Eu definitivamente acho que estamos mergulhando nisso. Taylor tem escrito, eu tenho dado cobertura escrevendo em meu blog. Ando escutando coisas que ele tem feito, suas pegadas e afins na guitarra, e foi super inspirador, então pensei “Por que não fazer o mesmo?”!
Então isso não é comum para a banda?
Sinto que nunca fizemos isso! Nós não escrevemos com frequência por três anos – estávamos em turnê e então recomeçamos visto que paramos de promover este álbum. É realmente louco para nós, mas para mim não sei porque nunca escrevi  no meio de um ciclo. Acho que Taylor é o primeiro de nós que já fez isso – e me fez ir nessa de modo que me sentisse muito inspirada; essa nova era de nossa banda é muito diferente.
Por enquanto, o álbum ainda vai bem – unindo-se a tendências de Katy Perry e Jay-Z no top 10 das paradas pop. É estranho estar no mesmo patamar que estas grandes figuras agora?
Sim, um pouco. A sensação é maravilhosa em ser uma banda do mundo que viemos e ser uma banda do mundo pop. Não acho que como banda nos identificamos com qualquer dos outros artistas que geralmente são considerados tendência. É tão divertido. Não somos mais uma dessas bandas, que são boas demais pra isso ou que são envergonhadas por ser um tipo de sucesso comercial; estamos totalmente apaixonados, tem sido divertido e estamos tendo muitas oportunidades diferentes por causa do sucesso do álbum. É definitivamente insano; em um milhão de anos eu nunca pensaria em ver nossos nomes próximos ao de artistas como estes, é muito legal.
Qual tem sido a maior surpresa neste ciclo?
Bem, eu fui capa da Nylon e de outras revistas, o que foi muito, muito legal. Coisas que, como mulher, eu me sinto muito orgulhosa. Nos apresentamos no Teen Choice Awards e foi legal ver um lugar cheio de pessoas que ligam pra nossa música; não é uma das coisas que se imagina que vão acontecer quando você está tocando com uma banda em sua garagem.
O que você acha que tem sido diferente com este álbum?
A parte mais louca deste álbum, para nós, foi o começo em que sentimos uma pressão tremenda. Foi super assustador. “O que faremos, não lançamos um álbum há dois anos e meio?!”. Então nós ficamos meio que: “se amarmos não importa o que as pessoas pensem, apenas estaremos orgulhosos do que fizermos”. Não sei porque antes não era assim, mas essa é a vida. E desde então estamos nos divertindo muito. Às vezes não funciona como você quer, sempre há obstáculos, mas a diferença é que agora nós três estamos trabalhando juntos muito mais felizes e com as mentes mais abertas, nos tornando uma banda muito melhor.
A banda embarca na grande turnê amanhã – como você se prepara para uma grande viagem na estrada?
Eu sempre arranjo desculpas de que preciso comprar mais calcinhas e sutiãs e gastar muito mais dinheiro em lingeries legais – o que é muito idiota porque na estrada sou a mais assustadora por perto. Eu sempre vou a Target antes de uma turnê e definitivamente arrumo meu cabelo. Brian O’Connor pinta meu cabelo desde que tenho 17 anos – eu o conheci em um salão em Nashville e agora ele está indo conosco na estrada e fazendo meu cabelo e minha maquiagem. Ele realmente é uma das pessoas mais talentosas que conheço.
Que item de beleza ele sempre leva para você?
Eu tenho meu kit e ele tem o dele – e o meu é obviamente bem menor, mas eu amo me maquiar. Eu guardo isso para os momentos fora do palco, quando vamos para um jantar chique – a cada duas semanas fazemos um grande e chique jantar com toda a equipe. Eu sou obcecada por uma empresa chamada SW Basics of Brooklyn e eles percebem tudo na cozinha. Estou obcecada por limpeza. Me considero obcecada com pele, e comecei a ter problemas com ela desde que comecei a usar mais maquiagens para o Paramore; minha pele está bem exposta e isso me deixa louca. Até hoje ainda procuro novos produtos em blogs diferentes. Há um chamado Well and Good NYC e No More Dirty Looks, eles estão entre os meus favoritos

Fonte: Paramore Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário