domingo, 24 de março de 2013

Novo post da diva no LiveJournal

A hayley fez mais um post no LiveJournal da banda com a  letra de Daydreaming. Confira:

Perspectiva
Esse será o último post de letras até o álbum sair! Vai ter muita coisa legal acontecendo essa semana, então eu prometo que o tempo vai voar! Obrigada por vir aqui ler as pequenas prévias de algumas músicas do nosso álbum. Os meninos e eu estamos quase cheios de orgulho e entusiasmo para esse álbum ser lançado. Graças a Deus.
É difícil de acreditar que há quase um ano, nós nos mudamos para LA para terminar de compor/começar a gravar o nosso álbum autointitulado. Alguns meses antes, foi um tempo estranho para mim, pessoalmente. Eu estava lutando contra o presente e constantemente tentando descobrir como chegar a o que aconteceria depois. É engraçado como a vida segue, porque aí você começa a olhar para um tempo que era muito difícil e percebe que foi um dos momentos mais bonitos de sua vida inteira. Os dois últimos anos foram estranhos e difíceis, e eu aprendi muito… mas foi facilmente um dos momentos mais incríveis e mais pacíficos da minha vida. Quando eu converso com as pessoas sobre isso, eu me refiro a última primavera/verão como um “momento dourado” que provocou muito crescimento e cura necessária. Que engraçado, eu não reconheci o quão perfeito foi quando eu estava vivendo-o. Todos nós precisamos de uma pequena perspectiva, às vezes.
Em janeiro do ano passado, eu me sentei na cama de manhã e cantei o refrão de uma música que, por razões bastante óbvias, chamamos de “Daydreaming.” Eu nunca fui esse tipo de compositor. Há vários episódios de Behind The Music onde o artista fala sobre compor uma música durante o sono… acordar e escrever no papel antes de voltar à cama… ou alguns deles levantam e terminam a música inteira. Nunca fui assim, embora eu sempre tenha desejado que eu fosse assim. Nessa manhã em especial, eu acordei e de algum lugar dentro da minha mente ou coração ou sei lá de onde as músicas vêm… ela ["Daydreaming"] surgiu do nada. Mais tarde naquele dia, eu fui à casa do Taylor e mostrei-a para ele. Eventualmente, a música já estava pronta.
Olhando de volta pros meses antes de nos mudarmos pra Califórnia, eu estava sofrendo só pra passar pelo meu dia-a-dia. Eu não queria ver ninguém que eu conhecia em Nashville. Eu me senti sozinha e triste e um pouco magoada. Por alguma razão, eu senti que tinha algo mais pra mim por aí, mas isso não estava onde eu estava. Não ‘algo a mais’ tipo sucesso ou qualquer tipo de bem material… mas eu só senti que meu coração deveria estar mais alegre. Eu estava sempre sonhando com uma vida mais feliz. Tentando descobrir o que fazer para conseguir isso. Quando nós nos mudamos pra Los Angeles, nem o ato físico de sair dali estava ajudando. Nesse ponto, me senti completamente perdida. Se eu estava tão longe dos meus problemas e ainda me sentia sozinha e pra baixo… então onde eu poderia ir pra me sentir menos sozinha? Levou algumas semanas. Demorou levantar todas as manhãs e decidir que eu estava certa onde eu precisava estar. Demorou para cantar “Daydreaming” em frente de um microfone do estúdio e se transformar em realidade. Agora, olho para aquele tempo da minha vida com uma nostalgia muito profunda. As dores de crescimento, às vezes, doem como dor de cabeça. No momento em que você sentir uma mudança acontecendo e sentir seu coração, mente, corpo e alma resistindo com todas as forças, não tente resistir, só por um instante. Vá em frente! É como aquela citação da Anaïs Nin que eu sempre amei… “E chegou o dia em que o risco de continuar espremido dentro do botão era mais doloroso que o de desabrochar.” Não perca a chance para seguir em frente. Sonhe acordado um pouco. Não tenha medo de abraçar como dói só para crescer. Você vai olhar para trás e o seu coração vai te agradecer por não ter ficado parado quando o que você precisava mais era seguir em frente.


Living in a city of sleepless people
Who all know the limits and won't go too far outside the lines
Cause they're' out of their minds.
... I wanna get out and build my own home
On a street where reality is not much different from dreams I've had
A dream is all I have...

Daydreaming
Daydreaming all the time
Daydreaming
Daydreaming into the night
And I'm alright

Creep past the hours like the shorter hand on the clock
hanging on a wall of a schoolhouse somewhere
We wait for the bell
And we dream of somewhere else

Daydreaming
Daydreaming all the time
Daydreaming
Daydreaming into the night
And I'm alright

Not that I won't remember where I'm from
Just don't wanna be here no more
It's not enough
(We're only half alive)
I'm gonna go
(We're only half alive)
Where the rest of the dreamers go

Where the dreamers go

Daydreaming
Daydreaming all the time
Daydreaming
Daydreaming into the night
And I'm alright

Daydreaming
Daydreaming all the time
Daydreamer
We used to be half alive
Now I'm alright

Surpresa! Tem toda a música aí…

TRADUÇÃO DA MÚSICA:

Vivendo em uma cidade onde as pessoas não dormem
Que sabem todos os limites e não irão muito longe
Porque eles perderam a cabeça
... Eu quero sair e construir meu próprio lar
Em uma rua onde a realidade não é muito diferente dos sonhos que eu tive
Um sonho é tudo o que eu tenho...

Sonhando acordada
Sonhando acordada o tempo inteiro
Sonhando acordada
Sonhando acordada na noite
E eu estou bem

As horas vão passando como se houvesse uma mão menor no relógio
Pendurado na parede de uma escola em algum lugar
Nós esperamos pelo sinal
E sonhamos sobre algum outro lugar

Sonhando acordada
Sonhando acordada o tempo inteiro
Sonhando acordada
Sonhando acordada na noite
E eu estou bem

Não que eu não vá me lembrar de onde eu sou
Só não quero mais ficar aqui
Não é o suficiente
(Nós só estamos metade vivos)
Eu vou ir
(Nós só estamos metade vivos)
onde os outros sonhadores vão

Onde os sonhadores vão

Sonhando acordada
Sonhando acordada o tempo inteiro
Sonhando acordada
Sonhando acordada na noite
E eu estou bem


Sonhando acordada
Sonhando acordada o tempo inteiro
Sonhadora acordada
Nós costumavámos estar metade vivos
Agora eu estou bem

Nenhum comentário:

Postar um comentário