terça-feira, 12 de março de 2013

Hayley Explica o Porquê do Laranja

A Hayley concedeu uma entrevista a Teen Vogue, confira a tradução a seguir:

Hayley Williams fala sobre o incrível novo álbum do Paramore e seu cabelo laranja irado

A vocalista da banda punk fala sobre o que podemos esperar desse novo capítulo de sua banda.

Por Casey Lewis
Essa semana, Paramore está ocupado se aprontando para tocar um punhado de shows no indie-music paradise South by Southwest – a primeira vez que eles vão ao festival desde 2008 – mas Hayley Williams tirou uma folga da promoção de seu novo álbum para falar sobre trocar Nashville por Los Angeles, achar um estilo característico e crescer – musical e pessoalmente.
Como o novo álbum se compara as outros?
“É diferente em todos os jeitos possíveis, o que, primeiramente, foi um pouco preocupante para nós. Depois nós percebemos que era muito importante crescer enquanto banda e pessoas. Faz um ano desde que começamos essa jornada  e tudo está onde deveria estar. É o primeiro álbum nosso que eu escuto e sinto que soa que crescemos muito. Agora eu sei de verdade o que significa crescer como banda.”
Você escreve as letras de todas as canções. Suas letras mudaram bastante também?
“Até onde as letras vão, nós passamos por muita coisa como banda e eu passei por muita coisa como mulher. Eu aceitei a minha feminilidade e eu ganhei poder com isso de uma forma muito positiva. E como banda, nós mudamos muito e o que é mais animador ainda é que podemos explorar nosso lado artístico.”
Quem te inspira dentro da indústria da musica?
“Nós somos amigos dos cara da Fun. e ver de onde eles vieram e onde estão agora, é inspirador ver como eles fizeram um ótimo trabalho permanecendo verdadeiros com eles mesmos. Não importa o que aconteça com eles, eles vão lidar com qualquer coisa da melhor maneira possível. Eles usam o sucesso deles de maneiras tão positivas…”
Qual foi um dos momentos mais legais que você já teve em sua carreira?
“Um dos shows mais legais que fizemos foi tocar com o The Cure, que é uma das minhas bandas favoritas de todos os tempos. Então a gente não está só fazendo o álbum de nossas vidas, também estamos tocando com a nossa banda favorita de todos os tempos, ao mesmo tempo. Foi incrível!”
Já fazem três anos desde o seu ultimo álbum. O que você tem aprontado?
“Eu meio que mudei para Los Angeles para fugir de Nashville. Ficar sozinha numa hora tão crucial e não ter o conforto de um lar e nem minha família para me apoiar é o mais perto de me mudar pra longe por causa da faculdade que eu vou chegar. Agora eu posso cozinhar toda noite se eu precisar. São as coisas simples que todos na minha idade sabem fazer, e eu nunca tive chance de aprendê-las.”
Você tem meninas que são fãs bastante leais. Como é isso?
“É muito legal e muito lisonjeador. Eu sinto que quando eu era adolescente eu não tinha muitas meninas que eu admirava muito para me espelhar. Eu era moleca e não tive muitas esperiências boas com amigas garotas, o que foi muito chato. Eu olho pra trás agora e penso em como eu estaria mais confiante se eu tivesse mais amigas garotas ou se eu tivesse uma mulher forte para me espelhar. Dos treze aos dezenove, esses anos são tão cruciais e é um momento tão importante pra garotas. Eu olho para minha irmã mais nova e vejo um futuro enorme para ela, enquanto ela tiver alguém a ajudando e enquanto ela for apoiada, ela consegue tudo.”
O que faz você se sentir poderosa?
“Não tem nada que me faça me sentir mais poderosa do que tocar um show ao vivo. A gente acabou de terminar um festival na Austrália e nós e a Garbage éramos as únicas bandas com vocalistas mulheres lá. Não deveria ser assim, mas ser uma das poucas e ser capaz de me manter é uma honra. Ver caras grandes e fortes no show dizendo ‘Isso é demais’ é muito bom.”
Você é um grande ícone fashion. A moda te interessa?
“Isso é tão engraçado, eu não me sinto estilosa e eu uso moletons sempre que posso. Eu tento ser muito honesta em me vestir como eu me sinto. Isso é sobre me expressar e não sobre seguir as tendências. Eu não me considero uma menina fashion, mas eu estou sempre interessada no que a Miu Miu está fazendo. Eu geralmente compro em brechós e lojas vintage, também na TopShop e H&M. Quando nós estamos em tour, eu faço compras. Nós estávamos em Sydney e eu fui nessa loja aleatórea chamada JayJays e comprei umas 10 calças leggings.”
Existe uma história por trás de seu cabelo laranja característico?
“Eu sempre tive meu cabelo vermelho enquanto jovem adolescente, e quando nós estávamos escrevendo as músicas para RIOT! eu tive essa urgência de parecer com um personagem de anime. E estive assim desde então. Eu gosto de como me sinto com laranja. Laranja é a minha favorita absoluta.”
Você acabou de assinar uma coleção com a MAC. Você gosta e maquiagem?
“Quando eu era adolescente, eu não gostava. Os fotógrafos de odiavam, tudo que eles queriam era colocar gloss nos meus lábios pra fazer parecer que eu não estava morta e eu me recusava. Eu sempre tentei ser sem complicações. Depois que nós fomos pro Japão pela primeira vez, eu vi todas essas gatoras que realmente se expressavam através de maquiagem e eu comecei a fazer mais. Eu uso MAC nos olhos mas eu uso marcas de farmácia também. Eu não sou elitista em maquiagens.”

Fonte: Hayley Williams Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário